Cachorros mais indicados para pessoas idosas

Cachorros mais indicados para pessoas idosas

Se você anda pensando em presentear seu vozinho ou vozinha com um presente especial, que tal encontrar um cachorro para fazer-lhe companhia?

Ter a companhia de uma animal quando se é idoso ajuda a diminuir a sensação de solidão e deixa a pessoa mais ativa e sociável. Ou seja: os benefícios são tanto físicos como psicológicos.

Qual tamanho de cachorro é melhor para um idoso?

Na hora de encontrar um cão para seus avós, o mais recomendável é que ele seja de pequeno porte ou, se for de médio a grande porte, que seja muito obediente.

Por que indicamos isso? Ora, lembre-se de que cães de grande porte são pesados e têm muita força, e, mesmo sem intenção, podem acabar derrubando a pessoa idosa na hora que pularem de alegria em cima dela, por exemplo.

Outra questão é que o cão de grande porte, ao ser levado para passear, pode acabar puxando a coleira com um pouco mais de força e o movimento brusco também pode machucar seu vô ou vó caso ele esteja segurando a coleira.

Qual é o melhor temperamento para cachorro que acompanha pessoas idosas?

As pessoas idosas têm um ritmo de vida mais calmo, já não estão na rotina de trabalho, nem cuidando de filhos e da casa etc. Assim, o ideal é que o cão que as acompanhe também tenha essa característica de temperamento mais tranquilo.

Tente encontrar um cachorro que não necessite sair todos os dias, que goste de ficar deitado curtindo um carinho e que seja fácil de adestrar para portar-se bem em passeios e para fazer suas necessidades de modo a dar o menos de trabalho possível à pessoa idosa.

Quais raças são melhores?

A raça do cachorro não deve ser o fator decisivo na hora de escolher qual animal será a companhia de seu avô ou avó. Lembre-se que os cães que necessitam mais de um lar e de alguém que os ame e cuide geralmente são os vira-latas que ficam em abrigos de adoção.

Claro que também pode haver a possibilidade de que um conhecido tenha uma ninhada de algum cão de raça e esteja doando os filhotes; se for esse o caso, tudo bem.

O que é importante na hora de escolher o amigão para seus avós é pensar nos cuidados que o animal vai exigir. Tente presenteá-los com algum que seja mais fácil de cuidar no que diz respeito à pelagem, banhos, alimentação e probabilidades de doenças.

Animais de pelo curto geralmente são mais fáceis de dar banho e não exigem tosa; mas alguns acabam soltando muito pelo, o que pode dar alergia na pessoa idosa. Cachorros que evitam alergias são aqueles com pelagem tipo do Poodle ou do Bichon, porque eles não soltam tantos pelos. Porém, nesse caso, vão exigir mais visitas ao Pet Shop para banho e tosa.

Pondere bem as necessidades do cão e as capacidades da pessoa idosa para conseguir encontrar o cãozinho ideal. E claro que o resto da família pode e deve se prontificar a ajudar com os cuidados para com o pet.