Como dar o primeiro banho no seu filhote sem que isso se torne um trauma para ele?

Sabe aquela história do “a primeira impressão é a que fica”? Pois ela pode valer para os seres humanos e também para os animais. Por isso, o primeiro banho dos cachorros precisa ser uma experiência que deixe uma impressão positiva nos bichinhos. Afinal, caso eles não gostem do primeiro contato com a água ou com o secador, é grande a chance de eles se assustarem ou tentarem evitar novos contatos no futuro. E, depois que eles crescem, fica muito mais difícil mudar esse comportamento. Por outro lado, caso essa primeira experiência do filhote seja divertida, possivelmente ele vai se animar sempre que tiver que passar por banho e tosa. Isso será bom para o dono e para o pet, que não terá nenhum tipo de sofrimento.

Por onde começar o banho do filhote?

Primeiramente, há algumas dicas preciosas a serem seguidas antes mesmo de abrir a água. Uma é separar, antes, tudo o que será usado, até para não abandonar o bichinho molhado no meio do banho para buscar algum item que faltou. Nesse caso, é importante ter em mãos:
  • Shampoo para pet (específico para filhotes);
  • Condicionador (específico para filhotes);
  • Algodão;
  • Escova;
  • Secador;
  • Duas toalhas;
  • Brinquedos;
  • Petiscos.
A outra dica importante é, aos poucos, colocar o filhote no local em que você pretende dar banho nele e oferecer alguns petiscos. É para que ele entenda também aquele espaço como algo agradável. Com isso, ele dificilmente tentará fugir quando você levá-lo até esse local.

Como acostumar o pet com o secador?

Nesse caso, a recomendação é exatamente a mesma: fazer com que ele se acostume com aquilo. Portanto, dias antes de dar o primeiro banho, dê brinquedos e petiscos ao filhote. Quando ele estiver se divertindo, ligue o secador, mas no volume mais fraco e não muito perto da pele do animal. Aos poucos, você conseguirá se aproximar mais do filhote que, então, ao invés de se assustar, vai associar aquele barulho e aquela sensação quentinha a algo positivo e divertido. Não esqueça que esse é um ponto que merece muita atenção, uma vez que é comum encontrar cachorros que nem têm medo de banho, mas sentem pavor do secador.

Já preparei todo o banho do filhote. E agora?

Por fim, se você seguiu todas as dicas anteriores, o primeiro banho do filhote deve ser bem mais fácil para ele e para você. Para começar, tampe o ouvido dele com algodão, para que não entre água. Use água morna e comece a molhar o bichinho aos poucos, enquanto o distrai com brinquedos e petiscos. Somente lave o rosto do filhote se for realmente necessário. Não deixe a água escorrer até o olho e, depois, tenha certeza, ao enxaguar, de que retirou todo o shampoo. Tire o excesso de água, principalmente das orelhas, com uma toalha, de preferência fazendo uma massagem, da qual o pet deve gostar bastante.  Finalmente, é a vez do secador. Aí, vale lembrar: use brinquedos, torne a experiência agradável e, seja pelo barulho ou pelo risco de queimaduras, não chegue com o aparelho muito perto da pele do filhote. Caso ele ainda se assuste, deixe-o secar num lugar quentinho e, em outros dias, retome o hábito de brincar com ele com o secador ligado. E, para fechar, vale uma última dica: banho em excesso faz mal e prejudica o equilíbrio da pele dos bichinhos. Por isso, a recomendação é que: animais de pelo curto tomem banho a cada 15 dias no verão e a cada 30 dias no inverno. Já os de pêlo longo devem tomar banho a cada 15 dias, independentemente da época do ano.