Pode dar banho em gato? E como fazer?

Quem não fica em dúvida na hora de cuidar dos gatos e decidir se eles devem ou não tomar banho? Isso acontece por conta de várias informações, muitas vezes desencontradas, que circulam por aí. Há quem diga, por exemplo, que gato não precisa de banho porque é bastante higiênico. Ou que ele não gosta e, por isso, não deve ter contado com a água.

Tudo isso, porém, não está 100% correto. Os gatos, de fato, são bastante higiênicos. Gostam de se limpar e de estar em lugares limpos, mas também precisam tomar banho de vez em quando, seja por questões de saúde ou de higiene. Quanto à água, é verdade que muitos não gostam. Mas como não dá para evitar o contato com ela, é importante saber como conduzir esse banho.  

Como dar banho em gato?

O primeiro passo é separar todos os itens que serão usados. Se você esquecer algo, será difícil segurar o bichano na bacia enquanto vai atrás de um shampoo para pet ou uma toalha. Alguns itens são fundamentais e devem estar sempre à mão antes de iniciar o banho:

  • 1 banheira (ou bacia, desde que seja grande);
  • Pelo menos 3 toalhas, duas grandes e uma pequena;
  • Algodão;
  • Shampoo e condicionar para pets;
  • Copo ou pote para molhar o gato;
  • Brinquedos e até alguns petiscos.

Com tudo isso em mãos, já dá para começar. Mas não é simplesmente pegar o bichano à força e colocar na água. Há todo um passo a passo e vários cuidados que precisam ser seguidos. Mas fique tranquilo, dar banho nos gatos pode ser mais fácil do que você imagina.

Torne o banho do gato uma experiência agradável

Se tomar banho se tornar algo traumático para o gato, a sua missão ficará muito mais difícil e ele provavelmente não vai querer passar por isso outra vez. Por isso, o primeiro passo, depois de juntar todos os itens que serão usados, é agradar e ganhar a confiança do bichinho. Use brinquedos e petiscos e faça uma leve massagem nele, que ficará cada vez mais relaxado. Tudo isso também fará com que ele associe o banho a coisas positivas.

O segundo passo é colocá-lo na banheira com água morna, mas em um nível bem baixo, o suficiente para molhar apenas as patinhas. Tampe os ouvidos do gato com algodão e, aos poucos, molhe o bichinho com o copo e espalhe o shampoo para pet. Caso ele fique incomodado e sinta frio, enrole-o em uma toalha e faça carinho por alguns instantes, antes de continuar. Sem esquecer que o sabão não pode escorrer para o olho e que você precisa estar perto do chuveiro ou de uma pia, para repor a água quando necessário.

Após usar o shampoo e o condicionador para pet, enxágue o gato. Tire o excesso de água e seque o bichinho com a toalha. O secador só deve ser usado em último caso, seja para evitar que o calor provoque queimaduras ou que o barulho deixe o gato estressado.

Quando dar banho nos gatos e que produtos usar?

Apesar de ser a última, essa parte está longe de ser menos importante. Pelo contrário: escolhas erradas podem causar uma série de problemas e traumas no seu gato. Ele deve tomar banho, por exemplo, quando tiver alguma doença ou quando se sujar com algum produto químico. Além disso, banhos periódicos nos gatos, para que eles estejam sempre limpos e cheirosos, são bem vindos, mas num intervalo grande e não toda semana, como pode acontecer com os cachorros.

Outro motivo é que o banho pode remover os feromônios que ficam sobre a pele e são fundamentais para o bem-estar do seu gato. Por isso, tenha a certeza de que escolheu os produtos certos. O setor de cosmética animal está bastante evoluído e já conta com itens que respeitam as características da pele felina. Um bom exemplo é a linha Félix, que conta com shampoo neutro, condicionador específico e até colônias para deixar o gato cheiroso, sem agredir a pele e os pelos.Pronto! Com todos esses cuidados, os produtos certos e sem exageros, seu gato pode, sim, tomar banho. E se a estratégia dos brinquedos e dos petiscos der certo, é possível que ele goste e queira repetir a dose várias outras vezes!